Legacy of Peace

 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Mansão Maldita

Ir em baixo 
AutorMensagem
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Mansão Maldita   Sex Jan 07, 2011 12:37 pm

Narrador: “Era um começo de noite, chovia forte e Jeremy voltava pra casa, à rodovia estava totalmente parada devido o transito então Jeremy resolveu pegar um atalho. Ele pega um retorno e quando da por si entra em uma estrada de terra, numa área de manancial.”

Pensa consigo mesmo.

Narrador: “À medida que ele adentra a estrada de terra Jeremy nota que está perdido, a noite vai avançando e o caminho é apenas iluminado pelos faróis de seu carro, de todos os lados Jeremy vê apenas sombras e árvores na penumbra.”

Jeremy: “Droga, mas que lugar é esse? Meu GPS não funciona mais estou perdido!”

Narrador:
“Horas vão passando e a estrada de barro fica ainda mais caótica de se percorrer, ainda mais com o carro de Jeremy, um carro esporte, um modelo inapropriado para aquele tipo de estrada, depois de alguns metros o carro atola em uma possa.
Jeremy acelera tentando tirar o carro.”

VRORRRRR!!!!

Jeremy: “MERDA!!! Era só o que me faltava!”

Narrador: “Apesar da chuva forte, Jeremy tira o seu paletó e sai do carro, relâmpagos forte cortam o céu, e a roda de seu carro esta totalmente atolada em meio ao barro.”

Jeremy: “Droga! O que eu vou fazer agora?”

Narrador: “Jeremy observa a região, olha no seu celular e o sinal está muito fraco, mas com sorte ele consegue fazer uma ligação, não muito longe dali Jeremy vê uma enorme casa em maltrapilhos, sua arquitetura é arcaica e de alvenaria do século XV, um ar sinistro emana daquele lugar, ao redor a casa tem um jardim mal cuidado, com uma porção de árvores e plantas mortas.”

O que Jeremy deve fazer agora?


Última edição por Duh em Sex Fev 04, 2011 8:04 am, editado 16 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Qua Jan 12, 2011 9:46 am

Narrador: “A chuva não da trégua e Jeremy observa a mansão em pedaços e presume que não parece ser uma boa ideia passar a noite por lá então observa seus contatos no celular”

Jeremy
<Hmm!!! Ligar para, Aya, Nira ou Kaydashi, provavelmente vai piorar minha situação, acho que vou ligar pro Dipe mesmo, mais seguro hehe!!>

Narrador:
“Com a chuva forte, Dipe estava em sua sala relaxando enquanto terminava um quadro, num canto Phantom estava deitado confortavelmente, descansando algumas vezes até fechava os olhos, o celular de Dipe toca.”

PLIIIIIIINNNN PLIIIIINNNNNN


Dipe: “Hmm, mas quem será?” *Observa o celular* “É Jery, será que tem alguma missão para nós logo nesse dia de temporal?”

Narrador: “No que o celular toca, Phantom levanta a cabeça e as orelhas como se estivesse prestando a atenção, Dipe atende.”

Dipe: “Alô!E ai Jery como vai?”

Jeremy:
“Tudo bem Dipe! Cara eu estou com um probleminha, meu carro atolou no meio do nada e não tenho como sair daqui!”

Dipe: “Você quer que eu chame um guincho?”

Jeremy:
“Hmm, acho melhor não, o guincho é muito pesado, vai acabar atolando também! De qualquer forma tenho que esperar a chuva passar, o grande problema é que não consigo entrar em contato com a FATI e provavelmente não vou chegar tão cedo na minha casa, se o Chefe tiver uma missão de última hora não vou poder realizar!”

Dipe: “Entendi! Mas você não acha melhor alguém ir te buscar? Me passa suas coordenadas!”

Jeremy: “Estou numa estrada de terra que fica na saída 32 da rodovia Hollwey, mas acho fora de questão vir de veículo muito pesado certamente vai atolar!”

Dipe: “Hmm, tudo bem eu vejo o que eu faço, até mais abraços!”

Jeremy: “Abraços!”

Dipe:
“E agora amigão o que vamos fazer? Jeremy esta preso no meio do nada e eu acho que não devemos deixar ele passar a noite por lá, pelo menos não sozinho!”

Narrador: “Dipe faz carinho na cabeça de Phantom, enquanto pensa em uma solição para ajudar Jeremy, no entanto o que ele deve fazer agora?”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Qua Jan 12, 2011 9:17 pm

Dipe: “Pois é Phantom, não tem jeito, alem da chuva esta muito tarde para tentar chamar o pessoal, levaria muito tempo pra reunir todo mundo e ir até onde o Jery esta, não tem jeito teremos de ir sozinho!”

Narrador:
“ Dipe pega um casaco grosso e um guarda-chuva , depois de checar se tava com tudo no bolso se prepara para sair de casa.”

Dipe:
“Vamos Phantom!”

Narrador: “A chuva já havia diminuído, mas ainda incomodava qualquer que sai de casa, Dipe faz sinal para chamar um taxi”

Dipe:
“Tudo bem se meu cão for junto?”

Taxista:
“Sem problemas, mas vá no fundo com ele!”

*Dipe entra no taxi junto com Phantom, que se senta sem problemas ao fundo do carro.*

Taxista: “Pra onde vão?”

Dipe: “Saída 32 da rodovia Hollwey!”

Taxista: “Err! Bom acho que não é da minha conta, mas o que você vai fazer por lá, a única coisa que tem é uma estrada velha de terra que da em uma casa antiga..” * Diz surpreso.*

Dipe: “Um amigo meu atolou o carro na estrada por lá, to indo ajudá-lo!”

Taxista: “Hmm! Não quero ser intrometido...”

Dipe <Mas já sendo>

Taxista: “Aquele lugar é mal assombrado, eu não iria para lá!”

Dipe: “O que tem por lá?”

Narrador: “Dipe não estava dando trela para o taxista, mas resolveu ouvi-lo para passar o tempo enquanto eles iam até o destino definido.”

Taxista:
“A estrada de terra corta caminho da rodovia até um bairro nobre de Bringston, mas no meio da estrada tem uma casa velha, como eu já havia comentado, pertencia a família de Emilia Housemor.”

Dipe: “Hmm...”

Phantom:
“Airrrr” *tampando as orelhas*

*O taxista continua*

Taxista: “Os Housemor eram uma família rica e prospera do século XV, o Sr. Housemor era dono de uma imensa fazendo, hoje onde fica a rodovia, antigamente ficava uma enorme plantação de trigo, que pertencia aos Housemor.”

Dipe: “...”

Taxista: “Mas um dia, uma desgraça se abateu sobre os Housemor, segundo boatos, sua filha mais nova, Emilia Housemor, foi possuída por um demônio, os Housemor contataram o melhor exorcista da época, mas infelizmente a menina, sob o poder do demônio, assassinou o exorcista e sua família inteira, e depois disso se matou.”

Narrador:
“Subitamente um relâmpago forte estrala no céu”

Taxista: “Desde então ninguém nunca mais retornou até aquela mansão, por falta de cuidados a fazenda de trigo morreu e parte dela virou a rodovia Hollwey.”

Dipe: “Hmm, interessante!”

Narrador: “Já era mais de 22 horas e o trânsito na rodovia estava aliviado, não demorou muito e eles chegaram até a saída 32, onde logo avistaram a estrada de terra.”

Taxista: “É! Esse lugar mal tem sinalização, você tem ideia mais ou menos onde seu amigo foi parar?”

Dipe: “Então ele disse que estava no meio da estrada, e que o carro dele atolou.”

Taxista: “Pois é essa estrada não tem mais manutenção, e esta realmente horrível, eu sinceramente não gostaria de ir muito longe.”

Narrador: “ Depois de algumas horas, eles avistam o carro de Jeremy com os faróis ainda ligados.”

Dipe: “Oh! Ali ta o carro dele, ele deve está por lá!”

Taxista: “Acho melhor eu não ir pra lá... Se for... Meu taxi vai atolar também!” Dizia claramente tenso.

Dipe: “Tudo bem eu vou até lá chamá-lo me espere aqui, vamos Phantom!”

Narrador: “Dipe e Phantom dessem do carro e vão até onde esta o carro de Jeremy, não demora muito e eles vêem Jeremy sentado no banco da frente esperando o tempo passar.”

Dipe: “Jery?”

Jeremy: “Ahn? Dipe? E ai cara o que faz aqui?”

Dipe:
“Eu e Phantom viemos pegar você vamos o taxista esta nos esperando, amanhã de manhã você manda um guincho buscar seu carro.”

Jeremy: “Ahn? Você diz aquele taxi?”

Narrador: “O taxista da meia volta e acelera indo embora e deixando os três atolados no meio do nada.”

Dipe: “O que? Aquele taxista... Deixa pra lá ele veio comigo, a viagem toda ele ficou contando uma história sobre uma mansão maldita que tem por aqui, no mínimo ele foi embora com medo dessa lenda ser verdade!”

Jeremy: “Provavelmente ele estava falando daquela casa, é uma casa do século XV, agora esta em ruínas, mas naquela época deveria ser uma mansão esplêndida.”

Dipe “...”

Narrador: “Um relâmpago ilumina a estrutura, Dipe olha a casa e subitamente sente um ar de mau agouro vindo dela, parece que em alguma parte a historia do taxista era realista.”

Phantom: “Caim” * Se esconde atrás de Dipe*

*Sons de choro*

Jeremy:
“Você ouviu isso? Parece choro de criança ou de mulher!”

Dipe: “É... Eu ouvi!”

O que os amigos devem fazer?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Sex Jan 14, 2011 10:15 am

Dipe: “Bom vamos investigar então!”

Jeremy: “Certo!”

Narrador: “Jeremy vai até o porta-malas de seu carro, lá ele pega duas lanternas e entrega uma para Dipe, assim como uma pistola.”

Dipe: “Acha que é necessário?”

Jeremy: “Sim, mas só tenho dois cartuchos de munição, por isso estou levando minha espada, você trouxe seu bastão?”

Dipe: “Hehe! Nunca saio de casa sem ele!”

Jeremy: “Certo, vamos!”

Dipe: “Vamos Phantom!”

Phantom: “Auu!!”

Narrador: “Jeremy vai à frente, com a lanterna na pistola para ajudar a iluminar o caminho, Dipe faz o mesmo, andando pelo jardim a escuridão ficava ainda mais intensa com as sombras das árvores e vegetação morta, a lanterna fornecia uma visão escassa, após andarem por alguns metros eles chegam a uma fonte desativada, havia uma estatua de um anjo no centro da fonte, com uma poça de água lodosa, duas criaturas humanóides de pele pálida, com pedaços de carne apodrecida, alguns ferimentos são tão profundos que revelam ossos esbranquiçados, lentamente elas caminham em direção a Dipe e Jeremy, nos seus olhos uma fome que parece ser insaciável.”

Dipe: “Mas o que é isso? Zumbis!!!” * Diz apontando a arma*

Jeremy: “Não sei, pode ser!” * Aponta a arma*

Jeremy: “Quem são vocês?”

Zumbis “UARRRR” * Dispara em fúria para cima de Jeremy*

BANG!!BANG!!

Narrador: “Subitamente Jeremy da dois disparos, acertando a testa da criatura que cai logo em seguida, a outra parte em cima de Dipe, que dispara também, acertando o ombro esquerdo da criatura que recua, ela se recobra e Dipe da mais um disparo acertado o peito, Jeremy finaliza dando um terceiro tiro.”

Jeremy: “Parece que são mesmo zumbis!”

Dipe: “Não acredito, será que aquela história do taxista era mesmo verdade?”

Jeremy: “Não podemos tirar conclusões precipitadas, vamos investigar melhor”

Narrador:
“Jeremy examina os corpos por um instante, depois vasculha os bolsos a procura de algum documento.”

Jeremy: “Argh! O cheiro deles e de cadáveres que faleceram há muito tempo...”

Dipe: “Quanto tempo?”

Jeremy: “Não sei dizer, mas ao julgar pela roupa e pelos documentos, imagino que eles sejam funcionários da mansão, muito provavelmente os jardineiros.”

Dipe: “Entendi!”

Narrador: “Eles continuam andando pelo jardim em meio a penumbra, até que chegam a uma bifurcação.”

Jeremy:
“Pra que lado nós vamos?”

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Seg Jan 17, 2011 12:30 pm

Jeremy: “Direita ou esquerda?”

Dipe: “Direita!”

Narrador:
“Eles seguem pela direita do jardim, passando por um deposito, onde ficavam as ferramentas dos
jardineiros.”

Jeremy: “Vamos olhas naquele deposito!”

Dipe: “Certo”

Narrador: “Eles entram no deposito, um pequeno cômodo feito de madeira,com uma janela de vidro, por dentro havia vários tipos de ferramenta, pás, inchadas, picaretas e tesouras de poda, e algumas ferramentas menores numa caixa de metal, martelos, chaves, grifo entre outras, tinha também rações para cachorro, um lampião e combustível para motosserra, sobre uma mesa velha havia mais uma porção de ferramentas velhas espalhadas, ambos vasculham o lugar em busca de alguma pista.”

Dipe: “Encontrou alguma coisa?”

Jeremy: “Bom achei um molho de chaves, creio que será útil!”

Dipe: “Só achei um isqueiro dourado, acho que um dos jardineiros era fumante!”

Phantom: “GRRRRR!”

Dipe: “O que foi Phantom!”

Narrador: “Ouve-se um latido do lado de fora do depósito.”

AU! AU!

Jeremy: “Ahn! Devem ser os donos da ração!”

Narrador: “A janela se quebra e salta um cachorro enorme, seu corpo era estava todo cheio de feridas profundas, algumas partes de seu corpo faltavam, seu olhos estavam totalmente brancos e ele babava um espuma esverdeada, rosnava para Dipe e Jeremy, Phantom estava acuado, mas ouriçava os pelos e latia para o cão zumbi.”

Jeremy: “Mas que porcaria é essa?”

Dipe:
“Um cachorro... Ou era!”

Narrador: “O cão zumbi avança em cima de Dipe, mas rapidamente Phantom toma a iniciativa e morde o cão moribundo, o cão zumbi balança a cabeça para se desvaneci ar da mordida de Phantom.”

Dipe: “Phantom!”

Narrador: “Jeremy aproveita a guarda baixa do cão zumbi e o chuta na cara, Phantom se levanta e corre para junto de Dipe.”

Jeremy: “Vamos sair daqui!”

Dipe: “Venha Phantom!” *Chuta a porta para abri-la rapidamente*

Narrador:
“Os rapazes junto com Phantom correm pelo jardim, rapidamente o cão zumbi os persegue rosnando e latindo em fúria, Jeremy pega um toco de madeira e o arremessa contra o cão, que morde o troco fazendo-o em pedaços.”

Jeremy: “É a mordida dele vai doer!”

Dipe:
“Jeremy, temos problemas!”

Narrador:
“Eles chegam a mais uma bifurcação, mas o cão zumbi ainda esta no encalço deles!”

O que fazem agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Ter Jan 18, 2011 10:43 am

Narrador: “Jeremy se vira rapidamente e dispara um tiro contra o cão zumbi, o tiro lhe acerta a cabeça.”

Cão Zumbi: “Caim!!!”

Jeremy: “Consegui”

Dipe: “Acho que não”

Narrador: “O cão zumbi sacode a cabeça e se recobra e novamente avança dessa vez sobre Jeremy, que se esquiva evitando a mordida, Dipe dispara mais dois tiros, que também acertam a cabeça do cão, Phantom morde o pescoço da criatura, que se debate com força, com um movimento forte ele se solta de Phantom, Jeremy novamente aproveita a guarda baixa e chuta o cão fazendo voar pedaços de carne morta, Jeremy mira para dar o tiro de misericórdia, no entanto o cão se recupera rapidamente e salta para cima de Jeremy derrubando o no chão.”

Enquanto isso.

Ding Dong

Nira: “Uauuuuu! Mas quem será? Numa hora dessas?”

*Nira vai atender a porta.*

Nira:
“Aya? O que faz aqui? São 5:00 da manhã!”

Aya: “Onde está o Jery? Ele não estava em casa, acho que não voltou pra casa ontem!”

Nira: “E eu lá sei do Jery! Não vejo os meninos a um bom tempo!”

Aya: “Eu fui fazer uma visita pro Jery e ele não estava em casa!”

Nira: < As 5:00 da manhã?>

Nira: “Ah! Talvez ele tenha sido chamado pra alguma missão mais cedo.”

Aya: “Ou talvez tenha ido visitar o Dipe!”

Nira: <As 5:00 da manhã?> “Eu acho que não, é muito cedo! Sabe como os meninos dormem até tarde!”

Nira: “Bom de qualquer forma vou ligar pra ele, e ver se eles estão por lá!”
Narrador: “Nira liga para a casa de Dipe o telefone toca varias vezes, mas ninguém atende, tenta mais uma vez e novamente ninguém atende.”

Nira: “Ih! Ninguém atende na casa do Dipe, acho que ele também não está lá!”

Aya: “Onde será que eles se meteram?”

Nira: “A relaxa Aya, aposto que eles estão bem!” Diz sorrindo para a amiga

Narrador: “O cão zumbi morde o ombro esquerdo de Jeremy.”

Jeremy: “AAAAARRRRRRGHHH!”
Dipe: “Jeremy!!!”

Narrador: “Dipe chuta o cão enquanto o mesmo travava-se no ombro de Jeremy, que se recupera e se levando com a mão segurando o ferimento do ombro, o cão zumbi dessa vez avança em Dipe, mas é interceptado por Phantom que morde com mais ferocidade e gira o pescoço, fazendo o pescoço do cão zumbi estalar e se quebrar, finalmente o cão zumbi cai morto no chão.”

Dipe: “Puf... Puf... Você está bem Jery?”

Jeremy: “Ai!!! Estou sim, mas a mordida dele dói mais do que pensei! Argh!”

Dipe: “Certo vamos continuar!” *o celular de Dipe toca* “Mas quem será? É a Nira o que ela quer numa hora como essa” *Dipe atende o celular* “Oi Nira tudo bem com você?”
Nira: “Oi Dipe, estou sim, eu liguei para a sua casa, onde você ta? A Aya disse que foi visitar o Jery e também não estava em casa!”

Dipe: “Bom o Jery está comigo!”

O que Dipe diz agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Qua Jan 19, 2011 9:58 am

Nira: “Dipe?”

Dipe: “Estamos com um certo problema Nira, eu e Jery viemos
investigar uma mansão antiga e parece que ela esta rodeada de zumbis e coisas
do tipo o Jery foi ferido no ultimo combate, precisamos de alguns suprimentos e
kit de primeiros socorros, acho melhor trazer o Kay junto.”

Nira: “O que??”

Aya: “Eles estão bem Nira?”

Nira: “Eles estão numa mansão cheia de zumbis, Jery está
ferido e eles precisam de suprimentos, vamos chamar procurar o Kaydashi!”

Jeremy: “Que barulho é esse?”


!!FZAMM!!!

Phantom: “Au!Au!”

!!FZAMM!! FZAMM!!

Jeremy: “MOTOSSERRA!”

Dipe: “Essa não! Nira estamos numa estrada de terra que fica
na saída 32 da rodovia Hollwey, se for vir tome cuidado, tenho que desligar!”

Narrador: “Um homem alto e decrépito surge balançado uma
motosserra de forma descontrolada, ele gargalha de forma diabólica e avança
para cima dos rapazes.”

Dipe: “Corre Jery! Venha Phantom!” *começando a correr*

Jeremy: “O que acha que to fazendo!” * correndo enquanto
segura o ferimento no ombro.*

Phantom: “Au!Au!”

Homem da motosserra: “HAhahahaHAHaHahH!” !!!FZAMM!! FZAMM!!

Aya: “Uma mansão cheia de zumbis? Tem certeza que devemos
ir?” _Diz Aya tentando repensar o plano.

Nira: “Eles estão com sérios problemas Aya! Quando Dipe
desligou, eu ouvi o Jery gritando motosserra! Aiii! Será que devemos ir mesmo?”

Narrador: “Os rapazes continuam correndo pelo jardim
enquanto o homem de motosserra os persegue, Dipe e Jeremy disparam suas armas,
mas acertam poucos tiros, o suficiente para atrasá-lo”

Narrador: “Nira e Aya vão até o mercado próximo a casa de
Nira.”

Aya: “Nira por que estamos aqui por mais divertido que seja
num é hora de fazer compras e o mercado
ainda tá fechado!”

Nira: “Hehe! E que o Kaydashi todos os dias tenta assaltar esse mercado, tenho
certeza que ele ta por perto!”

*Um barulho de queda e latas se espalhando*

Kaydashi: “Aiii! Mas que droga, isso sempre acontece!”

Nira: “Hein! Kay!”

Kaydashi: “Ah? Não é o que vocês estão pensando, eu não fiz
nada! Alias o que vocês fazem aqui o mercado ainda não abriu?!”

Nira: ¬¬ “Esqueci isso Kay! Dipe e Jery estão com problemas
precisamos ajudá-los!”

Narrador: “Nira conta a história para Kaydashi, resumindo
tudo e dizendo que precisam levar suprimentos pros rapazes.”

Kaydashi: “Mansão! $_$ ! Lá deve ter muita coisa de valor”
$_$

Aya: “Cof!Cof!”

Kaydashi: “Ajudá-los! Sim eu quis dizer que nós deveríamos ajudá-los!”

Narrador: “As meninas e Kaydashi pegam alguns suprimentos,
cada um leva um kit de primeiros socorros, uma lanterna e repelente.”

Kaydashi: “Repelente?”

Nira: “Claro e se tiver insetos! Eu odeio insetos!”
>.<

Narrador: “Também levam água e alimentos, logo em seguida
Nira chama um taxi e pede para que ele os leve até a saída 32!”

Narrador: “Dipe, Jeremy e Phantom, continuam correndo do
homem da motosserra, quando dão por si, mais uma bifurcação, dessa vez ele
continua a frente ou vira para direita.”

O que fazem agora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Qui Jan 20, 2011 8:57 am

Narrador: “Jeremy e Dipe se entreolham e parece que consegue
entender o outro, eles se param de correr e se viram para o Homem da
motosserra, Jeremy arremessa um cartucho de munição para Dipe que recarrega sua
pistola, Jeremy faz o mesmo, o Homem da motosserra para de correr, e começa a
caminhar na direção dos dois, ele gargalha como se a vitoria já fosse dele, ele
dispara em investida na direção de Dipe que se esquiva rapidamente para o lado,
cortando apenas alguns pelos.”

FZAMM!!FZAMM!!

Homem da motosserra: “GRRR”

Narrador: “Ao errar o golpe o homem da motosserra rosna com
insatisfação, Dipe continua rolando para se esquivar dos golpes, Jeremy
aproveita as brechas para disparar contra o homem, Phantom apenas late tentando
chamar a atenção de Dipe na hora que o homem da motosserra golpeia, cansado de
ser alvejado o homem da motosserra dessa vez parte em direção a Jeremy, que
também foge dos golpes, Dipe então se coloca a atirar, Phantom novamente late
para alertar Jeremy, eles continuam nesse revezamento até que subitamente o
homem da motosserra parte pra cima de Phantom.”

Dipe, Jeremy: “Phantom!”

FZAAAAAAAAMMMMMMMMMMM!!!!

Phantom: “CAIM

Narrador: “No último segundo Phantom consegue se esquivar da
motosserra, embora a lâmina serrilhada
tenha feito um grave ferimento em suas costas, a motosserra fica presa
em uma das muralhas da mansão, o homem se debate com força tentando retirar a
serra, Phantom se afasta cambaleando.”

Dipe: “Jeremy!!”

Jeremy: “Certo, Dipe!”

Narrador: “Jeremy saca sua Ken Sei e Dipe pega seu bastão,
ambos partem em direção ao homem que ainda se debate para retirar a motosserra,
Dipe gira o bastão e golpeia a costela do homem, enquanto Jeremy faz um
movimento circular com sua espada arrancando um pedaço do braço direito dele.”

Homem da motosserra: “ORRRRGH!!!!”

Narrador: “Com uma força descomunal, ele retira a motosserra
da mureta e golpeia ambos com o braço esquerdo, num movimento rápido a serra
passa a centímetros do peito de Jeremy cortando sua gravata, ele retorna o
golpe da serra e Dipe se abaixa rapidamente cortando mais alguns pelos, Dipe
usa seu bastão e golpeia a batata do homem da motosserra que despenca no chão, antes que possa cair
Jeremy golpeia de baixo para cima cortando o baço do homem, o homem agoniza,
assim que o homem começa a se levanta, Jeremy gira o corpo e decapita-o com sua
espada, liquidando de vez o homem da motosserra.”

Dipe *Desaba no chão exausto* “O que mais será que tem nessa
casa?”

Jeremy: “Puf... Puf... Quer entrar para descobrir! Heh!” *Ri
ofegante*

Narrador: “Eles examinam a região e notam que a saída do
jardim fica próxima, assim como a entrada da mansão, logo a frente o jardim
segue para os fundos.”

O que eles fazem agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Sex Jan 21, 2011 10:10 am

Narrador: “Exausto eles saem do jardim e retornam onde o carro do Jeremy ainda estava atolado, a chuva já tinha passado e o sol já estava começando a surgir, mas os arredores da mansão ainda eram obscuros, Jeremy abre a porta do motorista e desaba praguejando a dor do seu ferimento, Dipe senta-se do lado do passageiro e Phantom pula para o banco de trás, e também geme sentindo a ferida em suas costas.”

Jeremy: “Argh! Acalme-se Phantom” *Jeremy se levanta e novamente vasculha seu porta-malas e encontra um pequeno kit de primeiros-socorros*

Jeremy:
“Vem aqui, você merece mais do que eu afinal nos motivou a enfrentar aquele maníaco”

Narrador: “Jeremy começa a fazer um curativo em Phantom, limpando seus ferimentos com um produto anti-séptico, logo depois ele cobre o ferimento com gaze e depois enfaixa com uma bandagem.”

Jeremy: “Está muito apertado amigão?”

Phantom: “Au!” *Phantom corre de um lado para o outro sem demonstrar perda de mobilidade*

Dipe: “É acho que está bom!”

Narrador: “Jeremy se senta novamente no banco do motorista, o rapazes assim como Phantom aproveitam para tirar um cochilo, os bancos do carro de Jeremy eram de um estofado muito confortável o que não atrapalhava em nada a soneca, depois de algumas horas o sol já brilhava forte, Dipe foi o primeiro a acordar e logo adiante ele avistava um carro se aproximando, ele cutuca Jeremy, que babava de tão profundo que era seu sono, para acordar o espião.”

Jeremy: “Ahn! O que foi?” *cara de sono*

Narrador: “O carro se aproxima e eles notam que é um taxi, era possível ver Nira no banco do passageiro, apontando para ambos, Phantom já latia abanando o rabo.”

Nira: “Ali estão eles, obrigada moço nós descemos aqui!”

Narrador: “As meninas e Kaydashi dessem do taxi, que rapidamente se vira e vai embora.

Jeremy: “Olá pessoal há quanto tempo” *Diz sorrindo para os amigos*

Nira: “Pois é não nos vemos a um tempão mesmo!”

Aya: “E qual será a aventura dessa vez?”

Kaydashi: “Tem dinheiro rolando?”

Dipe: “É pelo jeito vocês não mudaram nada né!”

Aya: “Ah! Jery nós trouxemos kit de primeiros-socos deixa eu te ajudar!”

Jeremy: “Você quis dizer kit de primeiros-socorros, espere ai você sabe mexer nisso?”

Narrador: “Aya trata de fazer curativos em Jeremy, o que faz o espião se queixar de dor, Nira a ajuda a fazer o curativo direito, aliviando a dor de Jeremy, depois os amigos se reúnem e tentam decidir o que fazer daqui em diante.”

Dipe: “O que vamos fazer, vamos investigar mais um pouco, ou vamos para casa!”

Kaydashi: “Agora que estamos aqui vamos ver o que tem na mansão!”

Jeremy: “Eu adoraria saber o que realmente está acontecendo nessa mansão!”

Nira: “Não sei acho que devemos ir pra casa!”

Aya: “Por mim tanto faz!”

O que fazem agora ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Dom Jan 23, 2011 7:09 pm

Narrador: “Os heróis finalmente chegam a uma conclusão então resolvem adentrar a mansão, a porta da frente era feita de madeira rústica, agora esta carcomida e cheia de buracos feito por cupins, logo que entram no hall principal da mansão, era possível ver uma escadaria do lado direito que dava acesso ao próximo andar, do lado direito e esquerdo havia um corredor que dava acesso a outro cômodos, assim com uma porta ao norte do lado esquerdo, o piso era de assoalho e rangia quando eles caminhavam, uma tapeçaria comida por traças esta no chão no centro da sala, assim como alguns sofás mofados, no teto tinha um lustre repleto de teias de aranha.”

Dipe: “Parece que essa casa foi abandonada há anos!”

Jeremy: “De fato!”

Kaydashi: “O cheiro desse lugar é horrível, meu nariz sensível esta ardendo!”

Nira: “Vocês reparam nas teias espalhadas pelo teto, deve ter aranhas enormes!”

Aya: “Nira! Que coisa é essa nas suas costas?” *apontado*

Nira *Fica pasma e sente algo peludo se movendo em suas costas* “Ti... Tira isso de mim!”

Narrador: “Nira se sacode e uma aranha monstruosa despenca de suas costas assim como mais outras oito aranhas despencam do teto, as aranhas tinha cerca de 50 cm e nas patas e no abdômen tinham uma pelugem viscosa, suas quilíceras batiam e babavam uma secreção viscosa como se estivessem sedentas por comida.”

O que fazem agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Sex Jan 28, 2011 9:30 am

Narrador: “Os aventureiros estavam cercados pelas aranhas monstruosas, os rapazes mantinha a guarda atentos aos movimentos, as meninas mesmo com certa repulsa também faziam o mesmo, até que Phantom late tentando chamar a atenção ele estava no primeiro degrau da escada livre das aranhas, entendo rapidamente Dipe grita.”

Dipe: “Vamos pela escada!”

Narrador: “Aproveitando a brecha todos correm para as escadas, enquanto Phantom latia dando cobertura, por algum motivo as aranhas parecia não gostar do latido do cão recuavam, sem demora eles chegam ao corredor do 1º andar, no corredor do lado oeste havia duas portas enquanto no lado leste tinha apenas uma, havia também um pequeno criado-mudo com uma lamparina em cima dele o pessoal observa primeiro antes de tomar uma decisão, Jeremy então examina o criado-mudo.”

Jeremy: “Esperem ai vou ver se encontro alguma coisa por aqui!” *Vasculha o criado-mudo.*

Phantom *Saltita perto de Kaydashi*

Kaydashi: “Sai pulguento eu não estava querendo fugir das aranhas, por mim eu lutava”

Narrador: “Ao vasculhar o criado-mudo, havia uma porção de objetos, agulha, tesoura, papeis, canetas, um saco, mas o que chama a atenção de Jeremy e um bloco com algumas anotações feito a mão.”

Jeremy:
“hmm”

Dipe: “Algo interessante?”

Jeremy:
“Parece que alguém anda ou andou brincando de cientista louco veja isso” *Le em voz alta as anotações.*

“... O vírus inicialmente tem tido um bom resultado, com um conjunto de 10 substâncias protéticas adicionadas ao código genético, é capaz de converter 80 substâncias das cadeias genéticas dos infectados pelo vírus, garantido lhes tolerância a dor, aumento da expectativa de vida e melhorando as capacidades vitais, no entanto a maioria das cobaias apresentou um efeito colateral, o vírus mata o infectado em 3 horas, minutos depois o infectado regenera células mortas e é reanimado como um cadáver, mas apenas uma parte do sistema nervoso é reativado, a de se alimentar tornando o infectado um canibal, podendo comer seres de sua mesma espécie, também pode se analisar que o vírus se transmite através de mordida dos infectados, por precaução devo trabalhar em um antídoto...”


Dipe: “Bom então temos que evitar o máximo de sermos mordidos por essas coisas, pelo menos até encontrarmos os antídotos, se é que o cientista o desenvolveu.” *Raciocina Dipe*

Nira: “Nossa esse vírus é muito perigoso, de qualquer forma mesmo depois de encontrarmos antídotos devemos tomar cuidado!”

Kaydashi: “Por quê?”

Nira: “Não existe cura para vírus, normalmente são os anticorpos do nosso corpo que se livram deles, as vacinas só nos deixa imunes contra o vírus, ajudando o corpo a produzir anticorpos necessários para combater um vírus em questão, mas não cura alguém que já tenha sido infectado.”

Aya:
“Do que vocês estão falando?” *Sorri sem graça*

Dipe *observa que Jeremy fica realmente tenso com o que acabaram de descobrir agora* “O que foi Jeremy? É só tomarmos cuidado!”

Jeremy: “Desculpe Dipe! Mas isso é mais alarmante do que parece, antes de eu conhecer vocês eu trabalhava com outro agente, First, nós investigamos diversos casos de cientistas trabalhando em alterações genéticas, alguns tentavam desenvolver vírus ou bactérias para aumentar a capacidade dos seres-vivos, exatamente como esse aqui, os cientistas com boas inteções, desenvolviam para ajudar a curar doenças e até mesmo para regenerar células de pessoas com paralisia ou com membros decapitados, mas também tinha os que tentavam desenvolver verdadeiras armas biológicas.”

Kaydashi:
“Armas biológicas?”

Jeremy:
“Sim! São alterações genéticas que causam mutações para gerarem seres com poderes e capacidades sobre humanos, boa parte dos mutantes nasceu por causa dessas experiências, mas também tinha experiências que tinha o intuito de criar vírus e bactérias mutantes para provocar doenças que matem seus hospedeiros em poucos dias, nos da FATI costumamos chamá-los de assassinos invisíveis, pois a periculosidade é muito grande, um vírus se multiplica rapidamente e se espalham com facilidade, em poucas semanas poderia dizimar uma cidade inteira antes mesmo dos pesquisadores descobrirem sobre a existência de tal vírus.”

Nira: “É realmente preocupante, um vírus com tamanho poder destrutivo é mais perigoso que uma bomba atômica!”

Kaydashi:
“Argh!!! Fica longe de mim pulguento vai que você me transmite um vírus desse, já que fica mordendo esse bichos.” *Começa a se coçar de tanta agonia*

Aya: “Eu ainda não estou entendo o que vocês estão falando alguém pode me explicar”

Jeremy: “Aya apenas não deixe que essas criaturas mordam você nem aos outros!”

Dipe: “Bom pelo menos agora sabemos em que tipo de encrenca nos metemos, o que vamos fazer agora?”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Dom Jan 30, 2011 7:29 pm

Narrador: “O grupo então decide seguir para segunda porta a oeste, quando o pessoal se afasta um pouco Jeremy puxa Dipe de canto, e entrega na mão dele um cartucho de munição então cochicha com o lobo”

Jeremy:
“Dipe! Se não encontrarmos nenhuma cura em 3 horas! Atire em mim!” *Fala cochichando*

Narrador:
“Dipe se espanta e inicialmente não entende o que o espião estava dizendo, então o mesmo faz um sinal mostrando o ferimento que estava em seu ombro, e Dipe se lembra que Jeremy havia sido mordido pelo cão zumbi.”

Contagem regressiva 02h59min...

Dipe: Eu havia me esquecido Jery foi ferido se não encontramos uma cura em menos de 3
horas ele pode se transformar num zumbi!>

Narrador: “Eles entram em um quarto e logo se nota que se tratava de um quarto puramente feminino, os moveis eram mais delicados e alem disso era o aposento que estava em melhor estado, Kaydashi era o primeiro a entrar no quarto, mas antes que pudesse fazer alguma coisa as meninas o atropelam e entram na frente, Aya abre o velho guarda-roupa, enquanto Nira olhava as maquiagens na penteadeira.”

Kaydashi:
“ARGH!! Alguém anotou a placa?”

Aya: “Veja Nira, olha que roupas mais legais” *Dizia encantada com as roupas do século XV que ainda estavam em bom estado*

Nira:
“Legal né! Só essas maquiagens! Será que ainda servem pra alguma coisa!”

Narrador:
“Nira vasculhando a penteadeira, encontra uma pequena caixinha com algumas jóias, um par de anéis de ouro com brilhantes de diamante, um colar de perolas e um par de brincos enfeitados com uma pequena pedra de esmeralda cada, Aya que vasculhava o guarda-roupa encontra um pequeno baú, ao abrir o baú havia uma porção de jóias e moedas de ouro, além de uma caixinha de música, folheada de ouro, havia também um cartão magnético”

Kaydashi:
$_$ “Eu estou rico! Ah! Quero dizer, nós! Nós estamos ricos!”

Aya: “Um cartão? Será de credito!”

Jeremy:
“Isso é um cartão magnético Aya! Deve ser para abrir alguma porta eletrônica, mas olhando a estrutura da casa os moveis e essas roupas, não consigo imaginar como pode haver tecnologia...” *Deduz o espião*

Nira:
“Talvez só a casa seja do século XV, de repente os moradores eram recentes.”

Dipe: “E...É Jery, enfrentamos aquele cara com a motosserra, não creio que exista motosserras no século XV, é provável que os moradores da sejam atualidade.”

Jeremy:
“Tá certo! Aya guarde esse cartão, talvez vamos precisar usá-lo futuramente!

Aya:
“OK!”

Narrador:
“Os aventureiros, vasculham mais um pouco o quarto, mas não encontram mais nada de interessante, enquanto isso Kaydashi estava enchendo um saco com todas as peças de valor que havia no quarto!”

Nira:
“O que é isso Kay?”

Kaydashi:
“To levando coisa que ‘podemos usar futuramente’!”*Diz de forma sínica*

Dipe: “Certo vamos ver os outros aposentos não temos muito tempo”

Nira:
“Mas por que tanta pressa?”

Aya:
“É será que podemos experimentar os vestidos antigos, são legais...”

Dipe: “Não temos tempo” *Apressa Dipe*

Contagem regressiva 02h40min...

O que fazem agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Ter Fev 01, 2011 10:02 am

Narrador: “Dessa vez os aventureiros seguem para a porta leste, esse quarto já estava nas mesmas condições que o restante da casa, ou seja, caindo aos pedaços, os moveis estavam comidos por cupins, havia fungos e bolor tomando conta das paredes e o cheiro de podridão se espalhava pelo ambiente, como se não bastasse cinco zumbis estavam aglomerados nesse aposento.”

Kaydashi:
“Até que enfim! Já tava começando a ficar entediado” * Diz Kaydashi empolgado e correndo para cima de um zumbi*

Narrador: “Cada um foi para cima de um zumbi, Phantom parte para cima do mesmo zumbi que Dipe se põe a batalhar, Kaydashi golpeia o primeiro zumbi com suas garras numa facilidade já que o zumbi não demonstrava muito reflexo, Jeremy saca sua espada e sem cerimônia abre o zumbi no meio, Aya golpeia com chutes o moribundo fazendo-o quebrar o pescoço, Dipe golpeava com seu bastão, enquanto Phantom mordia o calcanhar, Nira gira o corpo de forma acrobática acertando um chute no estomago da criatura, em poucos segundos os zumbis já tinham sido vencidos.”

Kaydashi:
“Mas que droga foi fácil demais!”

Nira: “Será que tem algo interessante por aqui?”

Aya: “Esperem tem alguém nos observando...” *Diz tentando prestar a atenção ao redor*

Narrador: “Todos ficam atentos com o que Aya diz e realmente começam a ter a sensação de estarem sendo observados, mas não vêem ninguém, até que subitamente.”

Aya: “Ah!! Jery!!”

Narrador: “Um som de tiro de rifle estoura no ar, fazendo um grande buraco no vidro da janela, no ultimo segundo Aya salta e salva Jeremy de ser alvejado como alvo, ambos caiem no chão, Jeremy gira o corpo para proteger a amiga.”

Jeremy: “Abaixem-se” *Grita Jeremy para o restante*

Narrador: “O restante também se joga no chão enquanto os tiros se repetem fazendo buracos por todos os cantos do quarto, até que finalmente cessão.”

Dipe: “Será que acabou?”

Narrador: “Os vidros da janela estouram, e uma mulher salta dando um mortal e aterrissando de forma acrobática no chão, sua roupa era de nylon e colada ao corpo, revelando curvas de uma mulher saudável, envolta da cintura tinha um coldre em cada lado onde guardava duas pistolas, na coxa direita tinha um a faca de combate, notoriamente lembrava uma agente, ela media cerca 1,65 de altura, tinha os cabelos ruivos vermelhos como o por do sol e olhos verdes como uma esmeralda, sua pele era clara e suave como de uma princesa, linda, mas sua expressão era de uma guerreira implacável.”

Kaydashi: “Uau!! Eu estou apaixonado!”

Dipe: “...”

Jeremy: “Isso não é possível! Você não estava morta?”

Nira: “Quem é ela?”

???:
“Quanto tempo! Seven querido!”

Narrador: “Todos se espantam com o que a bela dama diz”

Aya: “Você a conhece Jery?”

Jeremy: “First...”

Narrador:
“A moça puxa uma arma e a aponta para Jeremy, todos estavam atentos a situação Jeremy simplesmente a encarava.”

Contagem regressiva 02h30min...


O que fazem agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Qua Fev 02, 2011 9:10 am

Narrador: “Os amigos continuavam a encarar a moça atentamente, e Jeremy continuava sem se mexer, a moça apenas apontava a arma para Jeremy eles continuam assim até que Nira quebra o silêncio.”

Nira: “Se você conhece o Jery, por que esta nos atacando?”

First: “Eu e Jery já fomos parceiros agora não somos mais!”

Kaydashi: “Qual o seu nome verdadeiro?”

First: “Angela!”

Dipe: “A pergunta que a Nira fez não me parece totalmente respondida, se o Jery foi seu parceiro não deveria tê-lo atacado!”

Angela: “Como eu disse nós já fomos parceiros, não somos mais, eu sou uma agente duplo que estava trabalhando disfarçada para a FATI!”

Jeremy: “Então pra quem você trabalha?”

Angela: “Não é obvio querido! Eu sou da Rioters!” *Diz sorrindo de forma maligna, ela abaixa o zíper revelando o decote, e mostrando um colar com o emblema da Rioters.*

Aya:
“Rioters?!”

Jeremy: “Essa facção é nossa inimiga número um, tomem cuidado ela é extremamente perigosa!”

Dipe: “O que está tramando?”

Angela: “Hahahahaha! Acha que sou idiota para revelar o meu plano?”

Angela: “Chega de papo! É hora do show!”

Narrador: “Angela dispara sua pistola acertando em cheio o ombro ferido de Jeremy que cai no chão contorcendo de dor, Aya parte para cima da vilã, mas a mesma a mesma gira rapidamente e acerta uma coronhada no estomago da loba, Dipe rodopia seu bastão e o ergue para golpear a mulher que se esquiva, ela rodopia a pistola e atira acertando acima do joelho de Dipe, antes que possa reagir ela pisa do joelho do lobo com a perna esquerda e com a direita acerta uma joelhada no rosto do lobo, PUNHO DO GATO, grita Kaydashi saltando por cima, a ruiva da uma estrela para se esquivar do golpe, ela gira novamente e antes que Kaydashi pousasse no chão a mulher acerta um forte chute no seu estomago, Nira tenta aproveitar a confusão e pega-la pelas costas, mas a agiu agente rodopia as pernas e passa uma rasteira na nekomimi.”

Kaydashi: “Argh! Ela é muito boa!”

Narrador: “Angela tira de dentro do seu decote um pequeno frasco.”

Angela: “Jery, você foi mordido não é mesmo? Olha esse antídoto foi desenvolvido para curar os infectados, funciona até mesmo em que já está infectado, mas é obvio que você precisa estar vivo ainda!”

Aya: “Entregue o antídoto...” *Diz segurando o estomago*

Angela: “Acha que vou dar o antídoto assim facilmente? *Ela novamente guarda o antídoto no decote e assobia*

Angela: “Eu prefiro deixar vocês morrem como amigos é uma pena Jery o melhor parceiro que você teve fui eu, esses seus amigos pulguentos são patéticos! *Diz tentando provocar o pessoal*

Narrador: “Nesse instante, cinco insetos entram no aposento, eles lembra uma mistura de barata com gafanhoto, medido cerca de dois metros cada inseto, suas quilíceras babavam um liquido marrom e viscoso, tinham olhos multifacetados e na barriga uma glândula gelatinosa pulsava.”

Angela: “Esses bichinhos adoram comer criaturas feridas, e pelo visto vocês estão bem machucados, sabe de longe vocês são até simpáticos, mas como inimiga de vocês eu devo matá-los, bom eu já vou indo, tenham um ótimo dia! Não queria estar nele hahahahahaha! *Diz saltando pela janela*

Contagem regressiva 02h20min...

O que fazem agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Sex Fev 04, 2011 8:02 am

Dipe: “Vamos pela janela!” *Grita o lobo em comando ao pessoal*

Narrador: “Kaydashi e Aya vão à frente, saltando com facilidade, logo em seguida Nira também salta junto com Phantom, Jeremy fica segurando o ferimento do seu ombro”

Dipe: “Vamos Jery, temos pouco tempo...”

Jeremy: “Não Dipe! Logo vou virar zumbi, melhor fica e atrasar os bichos enquanto vocês fogem, não sei se consigo vencer todos, mas uns três ou quatro eu levo!” *Diz dando um sorriso falso*

!!!SOC!!!

Dipe: *Acerta um soco no rosto de Jeremy* “Todos nós saímos de casa para vir aqui te resgatar, e não vamos deixar você aqui! Você é umas das pessoas mais ajuizadas que eu conheço, mas essa foi à atitude mais infantil que eu te vi fazer, não é hora de bancar o herói e desistir da sua vida!”

Dipe: “VAMOS!”

Narrador: “Jeremy e Dipe salta quase que ao mesmo tempo pela janela, antes que as baratas mutantes os pegassem, eles aterrissam no jardim, no lugar onde enfrentaram o cão zumbi, todos estavam sentados no chão, enquanto Nira tratava de cuidar dos ferimentos.”

Aya: “Jery! O que houve? Sua boca está sangrando!”

Jeremy: “Vamos dizer que eles quase me pegaram!” * Diz limpando o sangue com as costas da mão*

Kaydashi: “AIAiaiaiaiai! Sua bruxa, não sabe fazer curativos direito?”

Nira: “Pare de chorar Kay, isso é um anti-séptico, arde um pouco, mas ajuda a cicatrizar mais rápido!”

Narrador: “Depois que todos estavam estabilizados pensavam em o que iriam fazer.”

Nira: “Temos que pegar aquela mulher e recuperar o antídoto primeiro!”

Kaydashi: “Mas como vamos fazer isso, aquela mulher nos deu a maior surra!”

*Todos olham para Jeremy esperando uma solução*

Jeremy: “Precisamos de um plano!”

Contagem regressiva 02h00min...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Duh
level 4
level 4
avatar

Mensagens : 402
Data de inscrição : 09/11/2009
Idade : 30
Localização : Bringstom

MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   Seg Fev 28, 2011 3:04 pm

Jeremy: “É hora do show!”

Narrador: “O restante do grupo se esconde, enquanto Jeremy liga para o celular particular de Angela, que não demora a atender.”

Angela: “Quanto tempo faz desde que você não me liga!”

Jeremy: “Desde que você morreu, creio eu!”

Angela: “Mas eu não estou morta!”

Jeremy:
“Chega de papo me entregue o antídoto”

Angela: “Não somos mais parceiros Jery querido, esqueça!”

Jeremy:
“Eu mandei os nekomimis embora, e estou desarmado e ferido, você foi à melhor agente da FATI, o que tem a perder?”

Narrador: “Em poucos minutos Angela surge em meio ao jardim onde Jeremy estava.”

Angela: “Não é assim que eu trabalho!”

Jeremy: “O que quer em troca? Dinheiro! Equipamento! Informação... Eu?”

Angela:
* Se aproxima de forma vagarosa de Jeremy* “ Não insulte minha inteligência Jeremy, sei que você é astuto e deve ter alguma carta na manga...”

Jeremy: “De fato”

CABUM

Narrador: “Uma bomba de fumaça estoura em meio aos dois fazendo a névoa escurecer tudo, Angela se debate e tenta ir para cima de Jeremy que se esconde no meio da fumaça!”

Jeremy: “Sabe Angela, eu e você somos bons agentes, mas ainda não podemos ver através de fumaça, os nekomimis também não, mas diferente de nós, eles tem uma audição, visão e principalmente olfato mais aguçado, fico feliz em saber que esta usando o perfume de sempre, mesmo eu posso senti-lo de longe”

Narrador: “Jeremy zomba de Angela que se debate em meio à fumaça, Dipe usa seu olfato aguçado e gira o bastão acertando as pernas da agente, Aya e Nira usam ataques combinados de socos e pontapés para golpeá-la.”

Kaydashi: “Se esquiva desse gatinha! PUNHO DO GATO!”

Narrador: “O golpe de Kaydashi arremessa a moça para fora da cortina de fumaça, ela bate contra a parede da casa, ainda consciente ela queixa de dor e antes que pudesse reagir, Jeremy pega uma algema e a prende.”

Jeremy: “Nira! Reviste-a!”

Nira: “Po - Por que eu?”

Jeremy: “Ora por que eu não posso!”

Kaydashi: “ Chá comigo!”

Dipe: “Não Kay!”

Kaydashi: “Droga por que vocês sempre ficam com a parte divertida?”

Narrador: “Nira revista Angela”

Nira:
“Aqui esta o antídoto Jery” *Entregando para Jeremy* “Ela também tem essa pistola uma lanterna e essa bolsa com alguns equipamentos...”

Aya: “Cuidado!”

Narrador: “Angela gira o corpo para se desvanecer de Jeremy, com um movimento com a perna ela derruba Nira e começa a correr, Dipe e Kaydashi tentam pega-la, mas ela se esquiva com facilidade, Aya avança para cima da espiã, mas a mesma faz uma finta o que confunde a loba então ela salta em ziguezague pelo muro e foge.”

Phantom: “Au! Au!”

Aya: “Essa não ela escapou!”

Jeremy: “Isso é o de menos, pelo menos agora temos o antídoto!”

Nira: “Jery pode deixar que eu aplico o antídoto.”

Jeremy: “Ta certo!”

Nira: “Mas antes vou tirar uma amostra de sangue tudo bem?”

Jeremy: “Ah... Mas por quê?”

Nira:
“Quero pesquisar um pouco sobre esse vírus por isso vou pegar um pouco do seu sangue infectado, de repente com o extrato de alguma planta podemos produzir mais antídotos!”

Jeremy:
“Entendi, mas tome cuidado esse vírus é muito perigoso, falando nisso você conhece o laboratório da FATI? Ele tem bastante equipamento para esse tipo de coisa.”

Narrador:
“Nira tira da bolsa uma seringa com agulha e tira uma amostra de sangue de Jeremy, em seguida ela a descarta e pega outra seringa onde tira uma dose do antídoto e aplica em Jeremy.”

Aya: “Certo o que vamos fazer agora?”

Kaydashi:
“É obvio! Vamos voltar na mansão e pegar mais dinhe... Digo ver se tem mais alguma coisa importante!”

Dipe: “Acho que não é necessário, as coisa de First ficaram conosco.”

Jeremy: “Acho melhor a gente ir embora, vou falar para uma equipe da FATI isolar esse lugar.”

Kaydashi: “Por que temos que ir?”

Jeremy: “Se fosse só um incidente, como pareceu inicialmente, até poderíamos nos arriscar a explorar mais essa mansão, mas saber que a Rioters esta envolvida pode ser uma situação ainda mais perigosa, não podemos deixar esse vírus de forma alguma, cair em mãos erradas.

Narrador: “Finalmente o pessoal sai da mansão, Dipe e Kaydashi ajudam Jeremy a desatolar o carro, sem demora eles partem, Jeremy deixa todos em suas respectivas casas antes de finalmente voltar para seu apartamento.”

Jeremy: “Ah! Não a nada como o nosso lar” *Diz suspirando alto e desabando no sofá* “O que será que a Rioters esta querendo com esse vírus? Algo me diz que não vamos ter paz por muito tempo...”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://legacyofpeace.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mansão Maldita   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mansão Maldita
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A verdadeira origem da Cruz.
» TONTURAS......
» Diário dos Sonhos de EmersonPawoski
» A MANSÃO DA PEDRA TORTA - António Carlos / Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Histórias solo :: Jeremy-
Ir para: